Projeto de Aprendizagem #2 – Forno Solar

Objetivos Gerais

Deseja-se que este segundo projeto de aprendizagem seja um pretexto para que os alunos possam desenvolver as seguintes competências/habilidades:

  • Aprender a conviver;
  • Aprender a aprender;
  • Gerenciar informações (e transformá-las em conhecimento);
  • Compartilhar Conhecimento;
  • Usar tecnologias de comunicação e informação a favor das aprendizagens;

Objetivos Específicos

Na realização do projeto, para aqueles que se envolverem efetivamente com o mesmo, espera-se que os seguintes conceitos de física sejam aprofundados e, eventualmente, aprendidos*:

  • Propagação Retílinea da Luz;
  • Reflexão Luminosa;
  • Propagação de Calor;
  • Condução térmica;
  • Convecção térmica;
  • Irradiação térmica;
  • Estimar/quantificar grandezas físicas
  • Registrar/Reproduzir medições físicas

Desenvolvimento

Forno Solar – Créditos: https://www.facebook.com/FornoSolarCpii

O projeto de aprendizagem se desdobra em 3 etapas:
Etapa 1: Construir propriamente o Forno Solar, seguindo preferencialmente este roteiro didádico aqui.
Etapa 2: No dia da apresentação (vide datas) apresentá-lo em funcionamento. É desejável que ele já tenha sido testado antes da apresentação e, inclusive, os dados para a terceira etapa já tenham sido coletados!

Etapa 3: Publicar no Aprendendo Física (na categoria “projetos de aprendizagens”) o “roteiro de replicação do Forno Solar”.

OBS: Como publicar? Leia aqui!

Roteiro de Replicação

O roteiro de replicação deve conter obrigatoriamente as seguintes partes:

  • 1 – Cabeçalho constando nome completo dos integrantes do grupo, número da chamada, série, turma, ano e nome da Escola.
  • 2 – Roteiro de Replicação: Indicações práticas para a montagem do forno solar: aqueles “bizús” que só quem colocou a mão na massa sabe como se faz. Nesta parte, fotos da montagem são bem vindas!
  • 3 – Levantamento do gráfico: Temperatura interna x Tempo de exposição. Isto é, o grupo deve saber quais são os valores de temperatura que o forno pode alcançar pra cada tempo de exposição. Gráficos Cartesianos são bem vindos.
  • 4 – Licença de distribuição do Roteiro. (Sobre como escolher uma licença de distribuição, veja aqui.)

PS: Por que é necessário uma licença de distribuição? Leia aqui um texto curto sobre aspéctos legais sobre conteúdos na web.

Datas

  • xx/xx/2012 – data para o teste de funcionamento dos fornos (na escola) – Ao fim da greve a data será definida!
  • xx/xx/2012 – último dia para publicar no blogue o roteiro de replicação do forno solar – Ao fim da greve a data será definida!

Certificação (notas)

  • Até 1,0 ponto pela montagem funcional do Forno;
  • Até 1,0 ponto pelo roteiro de replicação completo;
  • Até 1,0 ponto para perguntas que serão feitas aos integrantes do grupo NO DIA da apresentação. (quem faltar neste dia, não será avaliado(perde este ponto)
  • Até 1,0 ponto (extra) para o melhor trabalho de cada turma!

Este projeto vale 3,0 pontos (30% da avaliação). Os outros 70% são da prova escrita e o melhor trabalho de cada turma ganha 1 ponto extra de bonificação.

Referências para pesquisa

Algumas referências sobre fornos solares (inclusive com outros modelos) podem ser obtidas nos seguintes endereços:

Outros

Projeto x trabalho

Este é um projeto de aprendizagem que por acaso também será usado para fins de certificação (nota). O objetivo primário é criar uma situação de aprendizagem, não dar nota para os alunos! Obviamente que os alunos do século XIX tratarão o projeto como um “trabalho para a nota”, o que será uma pena…

Atividade Colaborativa x Aprendizagem

Temos aqui um pequena experiência de estudo/atividade colaborativa, mas a aprendizagem é sempre individual. O trabalho colaborativo não exime o estudante de esforço pessoal, pelo contrário, o trabalho coletivo exige outras habilidades, o que torna muitas vezes um trabalho colaborativo mais dificil de ser realizado que um trabalho individual.

Um trabalho colaborativo ou individual não é proposto por ser mais fácil ou mais dificil, mas por seus objetivos pedagógicos!

Eu sei que sempre que alguém acende uma luz na escuridão, sempre surgem mariposas que só ficam voando em torno da luz. Não é por conta disso que você (aluno do século XXI) deixará de acender a luz na escuridão!

A questão é se você será sempre aquele que acende a luz ou aquele que é sempre a mariposa (aluno do século XIX)! Pense nisto!

Dúvidas ou discussões sobre este projeto são muito bem vindas e devem ser feitas, obrigatoriamente, aqui nos comentários deste texto.

  • – A aprendizagem é um fenômeno individual… sem envolvimento pessoal não há aprendizagem!
Prof. Sérgio Lima

Sobre Prof. Sérgio Lima

Prof. Física no Colégio Pedro II , entusiasta de aprendizagens colaborativas e de Recursos Educacionais Abertos
Esta entrada foi publicada em 2012, 2102, 2104, 2106, 2108, Projetos-Aprendizagem. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

11 respostas para Projeto de Aprendizagem #2 – Forno Solar

  1. Pingback: Procedimento para Apresentação dos Fornos Solares | Rede Social do Aprendendo Física

  2. Tainara Medeiros disse:

    Onde se usa exatamente a tinta preta?

  3. Nathalia Garcia disse:

    Professor qual é o número máximo de alunos pro grupo?

  4. Lucas Barcellos Oliveira disse:

    Professor, o senhor providenciará as panelas pequenas ou cada grupo deve trazer a sua? Se for necessário trazer, de que material?

  5. Lucas Barcellos Oliveira disse:

    Qual é o tamanho do recipiente/panela a ser inserido no forno?

  6. Lucas Barcellos Oliveira disse:

    Olá professor,

    Há alguma dimensão mínima ou máxima para as caixas? Ou devemos seguir o mais próximo possível do tamanho recomendado no roteiro?

Mentions

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.