Comentários sobre Proj. Velocidade Média

Conforme informado anteriormente faço abaixo alguns comentários gerais sobre o projeto velocidade média:

Constatações

  • – Os alunos, de um modo geral, não lêem as instruções dadas pelo Professor para a realização do projeto!
  • – Os alunos, de um modo geral, NÃO ENTENDERAM O QUE É UM PROJETO DE APRENDIZAGEM.
  • – Os alunos, de um modo geral, NÃO LERAM AS REFERÊNCIAS INDICADAS PARA A REALIZAÇÃO DO PROJETO.
  • – Os alunos, de um modo geral, não entenderam o que significa “incerteza de uma medição“.
  • – Os alunos, de um modo geral, não sabem o que é um relatório de experimento!
  • – Os alunos, de um modo geral, acham que pontos são mais importantes que aprendizagens!

Diante destas constatações sinto-me na obrigação de esclarecer:

Instruções de uma Atividade

Por incrível que possa parecer, as instruções de qualquer atividade proposta não são enfeites. Elas devem ser lidas, discutidas no grupo e com o professor e, tanto quanto possível, seguidas para o bom termo de uma atividade!

Projeto de Aprendizagem

Projeto de aprendizagem não é “trabalho para a nota“! É uma atividade que exige engajamento dos alunos para que as situações de aprendizagem produzam frutos. Se o aluno não se engaja no projeto, ele não aprende! Nota, este câncer da escola, não gera aprendizagem! Somente o envolvimento com as atividades pode potencializar aprendizagens!

Referências

Aprender é, também, conectar-se a bases de dados ou pessoas para resolver problemas. Neste sentido, as referências, indicadas pelo professor, fazem parte do processo de aprendizagem. Vocês não estão mais no século XIX para considerarem que só o que foi “ensinado presencialmente” para vocês deve ser mobilizado para a resolução de problemas! Bem vindos a Era da Informação!

Incertezas de uma Medição

Toda medição trás uma incerteza. Esta incerteza não deve ser somada (ou diminuída) ao valor medido. Ela serve para indicar a confiabilidade do resultado experimental. Evidentemente que numa medida indireta, as incertezas das medidas utilizadas contribuem para a incerteza da medida derivada. Mais detalhes sobre isto, na referência indicada para o projeto.

Relatórios

O que se espera do relatório de um experimento:

  • – Descrição detalhada do experimento (método, procedimentos, instrumentos, local, etc);
  • – Tabela com os dados medidos;
  • – Tabela com os dados calculados;
  • – Uma análise dos resultados levando em conta os procedimentos, métodos e instrumentos.

De todos os relatórios, o que mais se aproximou do exposto acima foi este aqui.

Em particular, para que a hipótese: “A velocidade média de um corredor diminui com o crescimento da distância percorrida” pudesse ser discutida (aceita ou refutada) a medida dos tempos, para as diferentes distâncias, deveria ser tomada na mesma corrida.

Se o aluno corre uma vez para cada distância, estamos inserindo flutuações na velocidade média que não temos como saber se decorrem apenas da distância ou do modo diferente com que o aluno correu.

Por isso, o método para a medição da velocidade média do corredor deveria ser pensado e discutido no roteiro experimental!

Finalmente, podemos aprender deste projeto que resultados experimentais só fazem sentido, ou se preferir, só podem ser levados a sério, se junto com eles é mostrado todos os procedimentos e métodos para a obtenção dos mesmos.

Esta é a ideia central por trás do Método Científico: As verdades científicas precisam ser avaliadas pelos pares (outros cientistas)!

Escola é um espaço para Aprender

A despeito da super-estrutura da Escola e dos Pais de vocês acharem o contrário, as atividades na Escola tem como objetivo que os alunos aprendam algo.

Nota deveria ser, apenas, um meio grosseiro de se aferir se as aprendizagens estão ocorrendo. A nota é um meio, não um fim!

Ninguém precisa ser gênio para desconfiar que num sistema de massa é impossível ao professor aferir o que realmente cada um está aprendendo!

Então vocês, e somente vocês podem saber quanto estão realmente aprendendo (ou não aprendendo!). Ao saírem da Escola, ninguém vai perguntar a nota de física de vocês! Logo é um desperdício de tempo se preocuparem mais com nota do que com as aprendizagens!

Se querem um conselho valioso! Preocupem-se em aprender! A nota será consequência.

No futuro (e no presente) será (é) a capacidade de aprender que diferenciará (diferencia) aqueles que fazem as coisas acontecerem daqueles que ficam apenas sabendo do que aconteceu!

Que nosso próximo projeto de aprendizagem traga mais aprendizagens para todos nós :-)

Prof. Sérgio Lima

Sobre Prof. Sérgio Lima

Prof. Física no Colégio Pedro II , entusiasta de aprendizagens colaborativas e de Recursos Educacionais Abertos
Esta entrada foi publicada em Miscelâneas, Projetos-Aprendizagem, Recursos Educacionais e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.