Rede Social do Aprendendo Física

Conectando-se para aprender Física

Rede Social do Aprendendo Física - Conectando-se para aprender Física

Dilatasha – Capisce Inicial

Colégio Pedro II – Campus Centro

Disciplina: Física

Professor: Sérgio

1º ano do Ensino Médio – Turma: 2104

 

Alunos:

Eduardo Teller                        Nº.:7

Gabriel Pais                            Nº.:10

Luiz Âredes                             Nº.:24

Pedro Henrique Carvalho       Nº.:31

Renata Gomes                        Nº.: 35

 

Música original: Natasha – Capital Inicial

Conceito trabalhado: Dilatação térmica – Termologia

Roteiro de Replicação do Projetor para Celular – Projeto de Aprendizagem #3 (2014)

Colégio Pedro II – Campus Centro

Turma 2106, 1º ano – 2014

Professor: Sérgio Lima

Alunas:

Anna Clara – 02

Beatriz Salazar – 04

Nathália Ribeiro – 27

Nathalia Lima – 28

Rafaella Bräscher – 30

 

O projeto

O projeto de Física desse trimestre constituiu-se de uma montagem de um projetor, assim como outro trabalho alternativo, o qual não foi escolhido por nosso grupo. Esse projeto enquadra-se na área física “instrumentos ópticos” que, como o próprio nome indica, faz parte de física óptica.

Para que o mesmo fosse feito, foi necessário utilizar:

 

•Uma caixa de sapato (as medidas eram 30x15x11, mas não é relevante para a montagem)

•Tinta preta fosca

•Lupa

•Super Bonder (ou super cola, ou qualquer outro variante)

•Palitos de sorvete (sim!)

 

Montagem

O trabalho foi feito mais de uma vez, para que pudéssemos corrigir as imperfeições da primeira tentativa, sendo estas duas: A imagem estava ficando desfocada demais, pois a lente possuía uma medida muito grande, por seguinte, um foco muito grande, então trocamos por uma menor. Também a abertura para a lupa havia ficado grande demais, então precisaria de algum material para tapar essas entradas de luz.

Para iniciar, em ambas as vezes pintamos o interior da caixa com a tinta preta – como diria o professor Sérgio, não se apoquentem, mais adiante explicaremos o porquê disso – e também o exterior, mas esse segundo apenas por uma questão estética (quem não gosta de um trabalho bonitinho, né?).

 

fiss

fisss

 

A face dianteira da caixa foi recortada no formato da lupa e a mesma foi encaixada no seu respectivo molde e colada com super bonder. Não foi preciso fazer um buraco que a haste da lupa ficasse de fora, como da primeira vez, porque cortamos a haste da lupa com uma faca aquecida – sabem quando se esquenta a agulha para fazer um furo? É mais ou menos o mesmo raciocínio. É importante não deixar nenhum espaço para que a luz não atrapalhe a projeção.

O suporte para o celular foi feito de uma junção de palitos de sorvete! Por que o suporte? É necessário que o celular fique apoiado em uma superfície que o mantenha em pé, para que os raios formem a imagem corretamente.

Importante mencionar que a única medida importante da caixa é a do comprimento, no caso 30cm, porque precisa ser maior que o foco da lente, que é de 12,5cm.
imageimageimage

 

 

Princípios físicos

•Por que o interior da caixa foi pintado de preto? Elementar, meus caros. Como já sabemos desde o inicio do ano – se não desde o ano passado, como é o caso de alguns alunos –, preto é a cor com menos albedo, ou seja, menor índice de reflexão e alta absorção. Caso os raios que saíssem do celular atingissem outras áreas do interior da caixa, seriam refletidos para a lente e isso poderia ocasionar alguma alteração na imagem. Já que com a tinta preta esses raios serão absorvidos, a imagem formada será formada apenas pelos raios emitidos pelo próprio celular.

•Como funciona a formação de imagens? A distância entre o celular e a lente precisa se encaixar em um padrão para a imagem ser nítida: entre o ponto antiprincipal objeto e o foco principal. A lente de projetores – no caso da lupa – é convergente. Sendo assim, o celular ou a imagem presente nele precisa estar de cabeça para baixo, pois a imagem formada é obrigatoriamente invertida nessa posição.

Cálculo

1/f = 1/p + 1/p’ => 1/f = 1/77 + 1/15

1/f = (15 + 77)/1155 => 1/f = 92/1155

1155 = 92f => f = 1155/92

f = 12, 5

Apresentação

A apresentação foi realizada no laboratório de física do colégio. Nosso grupo escolheu utilizar um vídeo de ballet, para que fosse projetado. Colocamos no suporte e voilà!

… Não, na realidade de início tivemos um pouco de dificuldade.

Mal pudemos enxergar a imagem, então precisamos trocar o anteparo, no caso a parede. Ajeitamos o foco e mesmo assim estava muito claro, então pusemos um papel branco no local onde a imagem se formara e assim pudemos visualizar nitidamente o vídeo sendo reproduzido. Dessa forma, o projeto foi um sucesso.

IMG-20141208-WA0095

 

Informações adicionais

•O diâmetro da lente é 4 cm;

•Foi colocada a 2,5 cm da base da caixa.

Suporte feito com palitos de sorvete

Suporte feito com palitos de sorvete

 

Licença Creative Commons
Projetor de Celular está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-SemDerivações 4.0 Internacional.

Roteiro de replicação do projetor para celular

Grupo:

Enrico Almada Furtado – nº 5

João Pedro Lomba Grandinetti – nº11

Amira Gayatri El Assad Hempel – nº 34

Turma: 2108

Projetor para celular:

10841352_862886510419542_198414398_n

Projeto baseado no tutorial do Manual do Mundo, disponível em: http://www.manualdomundo.com.br/2013/05/projetor-caseiro-com-celular/

Material utilizado:

  • Duas caixas de sapato do mesmo tamanho

  • Uma lupa de 100mm de diâmetro

  • Tesoura e/ou estilete

  • Fita adesiva e cola

  • Cartolina preta

  • Tinta ou papeis para decorar

1 – Corte a lateral das duas caixas, recomenda-se deixar apenas uma pequena aba em uma delas para facilitar na hora de prender.

2 – Prenda as duas caixas, de forma a obter-se uma única caixa, mais comprida. Recomenda-se o uso de fita adesiva.

3 – Solte a lente da lupa. Caso sua lente esteja presa à estrutura com cola, recomendamos que utilize água quente para amolecer a cola e soltar mais facilmente.

10822245_862886413752885_246079310_n

4 – Trace o tamanho da lente em uma das laterais menores de sua caixa.

5 – Recorte o traçado.

10836389_862886430419550_1998911131_n

6 – Encaixe a lente no buraco. Caso a caixa tenha duas camadas de papelão, pode-se encaixar as bordas da lente entre elas. Prenda com fita adesiva por dentro. Para manter a lente mais segura pode-se cortar a parte da tampa próxima a ela e manter presa na caixa, como optamos por fazer.

7 – Forre a parte interna da caixa com cartolina preta. Pode-se também pintar esta parte interna com tinta preta.

10822724_862886507086209_1100032603_n

8 – Decore a parte externa, pode-se pintar ou forrar. Nós optamos por pintar de preto.

Toques pessoais:

Material utilizado:

  • E.V.A.

  • Durepox

  • Peça de plástico retirada de um brinquedo. Mas qualquer pedaço de plástico ou de arame que seja fino e em formato de “T” pode ser usado.

  • Tesoura e estilete

  • Grampeador

  • Fita métrica

Pode-se fazer um suporte para celular com isopor ou outros materiais, mas optamos por criar um mecanismo que nos permitisse posicionar o celular com a caixa fechada.

1 – Corte o tamanho do celular no E.V.A.

2 – Corte duas tiras de E.V.A., com tamanho suficiente para dar uma volta no celular.

3 – Grampeie as tiras na base, de forma que você possa encaixar e desencaixar o celular.

10818859_862890233752503_519025348_n

4 – Pegue a peça de plástico ou de arame (ou outro material de sua preferência) em formato de T, ou similar. Nós utilizamos uma peça de um brinquedo antigo.10850475_862890267085833_154956681_n

5 – Junte a parte inferior do “T” da peça com a base do celular. Mas não cubra completamente essa parte. Optamos por utilizar durepox. Essa parte será o apoio do celular.

10841507_862886453752881_1478116499_n

6 – Descubra o meio da superfície da tampa da caixa e faça nele um corte que vá quase de uma ponta a outra, paralelo ao comprimento. Esse corte vai funcionar como trilho.

10836290_862886473752879_1942058124_n

7 – Coloque o apoio do celular no “trilho”, de forma que a parte superior do “T” fique fora da caixa e o apoio do celular fique dentro.10841109_862886447086215_1385274412_n (1)

8 – Optamos por colar uma fita métrica na caixa, ao lado do “trilho”, para medir mais facilmente a distancia entre o celular e a lente.

10850649_862886467086213_2083243565_n

9 – Agora você pode simplesmente mexer na parte externa do apoio para ajeitar  a posição e achar a distancia em que a imagem fica mais nítida.

 

Sobre o funcionamento:

O projetor funciona, pois a lente da lupa é uma lente convergente e cria uma imagem invertida, real e maior, já que os raios de luz chegam paralelos a ela, e saem passando pelo foco, projetando assim a imagem numa superfície que esteja na distancia certa.

Como utilizar:

Em um ambiente completamente escuro, posicione o projetor com a lente virada para uma superfície branca, a certa distancia. Mexa no apoio do celular até achar o ponto em que a imagem está mais nítida. Coloque a imagem invertida no celular, para que ela fique certa quando projetada.

Para calcular o foco da nossa lente nós medimos a distancia entre o celular e a lente (p=41cm) e a distancia entre a lente e a imagem (p’=126cm), e então aplicamos na formula. O resultado foi 30,9cm, aproximadamente.10735745_862886540419539_268861887_n

1/f = 1/41 + 1/126

1/f = 126/5166 + 41/5166 = 167/5166

f = 5166/167 = aproximadamente 30,9

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.