Projeto de Aprendizagem #2

Introdução

Como atividade de aprendizagem de física vamos aplicar um pouco do que aprendemos (ou estamos aprendendo) sobre lançamentos oblíquos para estimarmos a velocidade de lançamento de moléculas de água num jato oblíquo.

Objetivos

Entre os objetivos gerais deste projeto de aprendizagem temos:

Gerais

  • * – Aprender como se aprende Física;
  • * – Trabalhar colaborativamente e em grupos;
  • * – Gerenciar informações e transformá-las em conhecimento;
  • * – Usar as TICs como ferramentas de aprendizagem;
  • * – Aprender em Redes Colaborativas de Aprendizagem.
  • * – Conectar-se a outras pessoas ou base de dados para aprender

Específicos

Entre os objetivos específicos deste projeto podemos citar:

  • * – Estimar, experimentalmente, velocidades de lançamentos oblíquos;
  • * – Avaliar, com base na teoria, o que precisa ser mensurado para a determinação de uma dada grandeza física;
  • * – Planejar uma medição física.
  • * – Refletir criticamente sobre resultados experimentais, com base na teoria estudada.

A Atividade

O grupo (4 alunos) deve estimar qual o módulo da velocidade de saída de um jato de água (pode ser de um bebedouro ou de uma mangueira de jardim). Para isso, devem discutir entre si, que grandezas devem ser medidas, como medí-las e como relacioná-las para a estimativa desejada.

A discussão deve ser feita entre os integrantes do grupo (presencialmente) e/ou entre os vários grupos (usando os comentários deste texto ou nosso fórum). Pode-se discutir as propostas de execução do projeto com o professor, no horário do apoio ou nos últimos 15 minutos da aula de física.

Os grupos devem publicar (no blogue) um breve roteiro sobre como vão estimar o módulo da velocidade de saída do jato de água. Esse breve roteiro deve, obrigatoriamente, conter:

  • * – Quais grandezas físicas são importantes para a estimativa da velocidade de lançamento;
  • * – Quais os procedimentos que serão utilizados para a medição dessas grandezas, justificando-os;
  • * – Que instrumentos serão necessários para as medidas;
  • * – Como os dados coletados serão tratados matematicamente (modelo físico utilizado);

Para simplificar as coisas, não faremos a propagação de erros das medidas! Assim, o que teremos é apenas uma estimativa rudimentar desse valor!

É incentivado que os grupos interajam entre si, discutindo as suas propostas (via comentários neste texto ou usando o fórum), criticando-as, mas cada grupo deve elaborar o seu roteiro para publicá-lo aqui no blogue!

Cronograma

  • * Até 20 de junho, publicar no blogue (aqui) (com o cabeçalho padrão) o roteiro do experimento.
  • * Até 08 de julho, publicar no blogue (aqui) (com o cabeçalho padrão) a estimativa encontrada, com os dados experimentais e uma sucinta discussão de como o resultado foi obtido.

Outros

Esse projeto terá nota máxima de 2.0 pontos. 1,0 ponto para o roteiro e 1,0 ponto para o resultado final. O processo é mais importante que o produto!

Dúvidas, sugestões e reclamações (nesta ordem) usem os comentários.

Prof. Sérgio Lima

Sobre Prof. Sérgio Lima

Prof. Física no Colégio Pedro II , entusiasta de aprendizagens colaborativas e de Recursos Educacionais Abertos
Esta entrada foi publicada em 2011, 2102, 2104, 2106, 2108, CP2, Física, Projetos-Aprendizagem. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

5 respostas para Projeto de Aprendizagem #2

  1. Pingback: Rede Social do Aprendendo Física | Blog | Gabarito da Prova e etc

  2. Não né carol ¬¬ shasuahsuah ‘ Então a gente vai ter que mudar né?!

  3. O roteiro era pra ser publicado aqui?

  4. Roteiro do Projeto de Aprendizagem 2
    Colégio Pedro II – Centro
    Professor: Sérgio
    Alunos:
    Caroline Princisval – n° 10
    Felipe Dora – n° 12
    Fernanda Fumico – n° 14
    Olívia Lodi – n° 28

    O projeto deseja saber qual é o módulo da velocidade de saída do jato de água, para isso, utilizaremos as seguintes grandezas físicas: velocidade, aceleração e deslocamento.
    Observaremos o jato d’água de um bebedouro do Colégio Pedro II (Centro) e utilizaremos uma régua para determinar o alcance horizontal do jato. Adotaremos a aceleração da gravidade (em experimentos é adotada como 9,8 m/s²) e a velocidade final igual a zero (quando o jato alcança a sua outra extremidade).
    Com esses dados, descobriremos a Velocidade inicial do jato de água através da Equação de Torricelli (V² = V0² -+ 2αΔs).

    • Olá pessoal,
      Algumas questões para vocês pensarem dentro do grupo de vocês (ou com outros colegas):
      1- A velocidade final, antes do jato tocar o bebedouro, é zero?
      2 – Se usarem o alcance horizontal (que realmente pode ser utilizado!) tem sentido usarem uma equação do MUV? Ou, dizendo de outra forma, a componente horizontal do movimento é variável?
      3 – o angulo de saída do jato é importante?

      Parabéns por iniciarem os trabalhos. Sobre a outra pergunta, é para publicar no blogue e não como comentário. No menu ajuda (topo do blogue) é explicado como publicar no blogue!
      Abs

Mentions

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.