Relatório de Física- 2º Certificação

Relatório de Física da 2º Certificação

Colégio Pedro II – Unidade Centro

Turma 1207

Felipe Pratti                          nº 07

Rafael Kanazawa                  nº 25

Suzana Barbosa                    nº 27

Valbei Junior                         nº 29

 

 

Foi feito um experimento no laboratório, onde se tinha um bloco (B) numa mesa ligado a um bloco (A), este pendurado para fora da mesa, apoiado por uma roldana.  Quando se soltasse o bloco B, o bloco A desceria uma altura H, percorrida igualmente pelo bloco B. Com a aceleração recebida, o bloco B percorreria uma distancia a mais em relação a H.

 

O experimento seria medir as massas dos blocos, a altura do bloco A, a distância a mais de B. Um cronometro automático auxiliou a marcar o tempo de queda.

leisdenewtondia22-8ex3

Com estas medidas, pretende-se encontrar o coeficiente de atrito  da mesa no bloco A(mi) ,comparar a aceleração experimental e a teórica com suas respectivas propagações de erros.

 

As medidas encontradas foram:

Massa de A = 87g (± 1)g

Massa de B = 108g (± 1)g

H = 45 cm (± 0,1)cm  = 0,45 m (± 0,001)m

X= 43 cm(±0,1)cm   = 0,43 m (± 0,001)m

t  = aproximadamente 0,44s (± 0,01)s

 

 

Para se obter o coeficiente de atrito( μ ) usa-se a equação :

 

μ = Ma.H/(Ma+Mb).X+Mb.H

μ =  87 . 0,45/ (87+108). 0,43 +108.0,45

μ= 39,15/ 195 .0,43 + 48,6

μ=39,15/132,45

μ=0,295 (±0,11)

 

Para calcular a aceleração teórica, é necessário desenvolver a 2º lei de Newton, aplicando com o nosso experimento. Assim:

2º Lei de Newton     Fr= m.a

Fat =  μ . N   >>>>   Fat =  μ . Mb.g

Ma.g –T = Ma . a

T-  μ  . Mb . g = Mb .a

Ma . g – μ . Mb . g = (Ma + Mb)

a= g(Ma- μ . Mb)/ Ma+ Mb

Colocando os valores:

a=  9,8(87-0,295 . 108)/87+108

a=9,8 . 55,14 / 195

a= 540,372/195

a= 2,77 m/s² (±0,07)

 

 

Para se obter a aceleração experimental, usaremos a equação de movimento do MUV, já que nos referimos ao momento em que o bloco     B percorre apenas a altura H. Assim:

∆S = H= 0,45m(±0,001)

Vo=0

∆S= Vo.t + at²/2

0,45m = 0 . 0,44s + a . (0,44)²/2

0,45m= 1936 a/2

(0,45 . 2)/1936= a

a=  4,65 m/s² (±0,22)

 

Encontrou se uma aceleração experimental diferente da teórica, o que é normal, devido a incerteza da medição e por não termos considerados todos os fatores, desconsiderando massa de ar, irregularidade da mesa etc.

Porém obteve se um resultado próximo, com uma propagação de erros pequena, resultando em um resultado mais confiável.

 

Esta entrada foi publicada em 1207, 2-ano, 2015, Atividade, Atividade-Alunos, CP2, Experimentos, Física, Relatório. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

1 respostas para Relatório de Física- 2º Certificação

  1. Incertezas devem ficar com um algarismo significativo! Só a aceleração teórica está representada corretamente! Não foi feita a dedução da expressão do mi. E a massa do ar não importa mesmo para a discrepância das acelerações!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.